sexta-feira, 27 de maio de 2005

Elementos contra a mudança

Para além dos mais conhecidos instrumentos de que o PP usa e abusa para evitar que as cousas, politicamente falando, mudem a partir do próximo 19 de Junho na Galiza, há outros menos conhecidos como tais, mas que também o som, como o voto emigrante, tradicionalmente muito mais favorável ao PP do que o voto interior, e que carece das garantias deste (pola conivência de PP e PSOE), a divisom da esquerda extraparlamentar (ao que se poderia unir o seu oportunismo eleitoralista), e Paco Vázquez.

Hoje mesmo, o presidente da Cámara Municipal da Corunha mostrou-se, em entrevista à estaçom de rádio espanhola Cadena SER, claramente desfavorável a um pacto entre o BNG e o PSOE. Quando Antón Losada aludiu à boa experiência de pacto entre estes dous partidos na Deputaçom da Corunha, sem dúvida tentando mostrar a possibilidade dum entendimento que garanta a mudança, Paco Vázquez respondeu, notavelmente amolado, que el nom tinha nada a ver coa Deputaçom da Corunha e que a sua boa experiência de pacto fora co PP quando estivo em minoria no concelho e, por se isso fosse pouco, acrescentou que a boa experiência de pacto entre BNG e PSOE na Deputaçom corunhesa fica compensada coa má experiência de Vigo.

Mostrou assi o alcaide corunhês clara preferência por um pacto PP-PSOE ou ainda entre o PSOE e umha posível cisom do PP posterior à perda da maioria absoluta, se é que nom a mantém, coa ajuda inestimável das suas declarações.


2 comentários:

zelia disse...

ei, josé manuel! souben de ti polo blogue de carme adan e decidin deixar un comentario no teu ;-) como vai todo? cando vas vir por compostela? eu non creo que me pase por madrid até despois do verán ou asi, mais agardo que se ves por aqui poidamos combinar e retomar as conversas perdidas... Un bico

J. Manuel Outeiro disse...

Obrigado pola tua visita, Zélia. A ver se nos vemos por Madrid ou por aí e temos ocasiom de bater bons papos...