quarta-feira, 8 de junho de 2005

Manifestos e manifes

No Nome da Esperanza: Xa Vai No Estado plurinacional ibérico, a hegemonia espanholista seqüestra a pluralidade e impom-nos de contínuo o seu programa político homologador e colonial. Para tal, os meios de comunicaçom som instrumento sobranceiro.

Veja-se senom a escassa repercussom que tivo nos meios de comunicaçom de ámbito estatal, e mesmo nos meios de comunicaçom galegos, o manifesto No nome da Esperanza, Xa Vai, promovido por intelectuais galegos em contra do PP e animando à cidadania a promover umha mudança política nas eleições de 19 de Junho próximo.

E compare-se co grande eco que os meios de comunicaçom estatais (e mesmo os galegos, apesar da campanha eleitoral) estám a dar ao manifesto Por um novo partido político na Catalunha, também conhecido como "manifesto contra o nacionalismo catalám", promovido por quinze intelectuais espanholistas (ou "no nacionalistas", como eles se apelidam) desse país e ao que teríam aderido cerca de 200 pessoas mais.

Manifestaçom de Batasuna em Bilbau (5/06/05)O mesmo que cos manifestos aconteceu co duelo de manifestações entre Bilbau e Madrid no domingo passado. Os meios estatais que informárom da manife de Bilbau, convocada por Batasuna sob o lema "Orain Herria, Orain Bakea" ("Agora o Povo, Agora a Paz"), a favor de um processo de diálogo para a resoluçom do conflito político basco, raramente dérom imagens e se algumha cifra de manifestantes se podia ler, era o abstracto "milhares". Da de Madrid, convocada pola Associaçom de Vítimas do Terrorismo (AVT) em contra de umha possível negociaçom entre ETA e o Governo espanhol, houvo informaçom avondo, incluindo guerra de cifras.

1 comentário:

Marulo Pailám disse...

Mui boa página sobre as manipulações informativas (em catalám):

http://www.contrastant.net/