sexta-feira, 24 de fevereiro de 2006

Bookmarklet para chuza!

Bookmarklet (ferramenta de navegaçom) para chuza!, o agregador social galego de notícias, feito a partir do bookmarklet para menéame.

chuza!


A instalaçom é mui simples: basta clicar a imagem e arrastá-la até a barra de marcadores ou favoritos.

A sua funçom é a de enviar ao chuza! a página que estejas vendo no navegador.

terça-feira, 21 de fevereiro de 2006

De Brokeback Mountain aos bascos

Brokeback Mountain é, sem dúvida, o filme do momento. Um dos preferidos polo público e melhor considerados pola crítica da colheita 2005 e todo um fenómeno social que, tomando como base umha história de amor trágico, proibido por umha sociedade homofóbica, entre dous homes de resto nada incomuns no seu contexto, está conseguindo influir na percepçom social da homossexualidade e das conseqüências negativas da homofobia nom apenas para a populaçom GLBT, mas também para as pessoas de orientaçom principal ou exclusivamente heterossexual.

Que o filme mexe coas consciências mostra-o o incomodo de certa audiência imadura, que dá em rir nalgumhas das seqüências mais tensas ou dramáticas, como relatam Fabas Contadas e Pena Moura.

A atençom que está a concitar o filme na blogosfera, e em geral na Internet, é proporcional ao seu impacto social, mas ainda nom tenho visto nengumha referência à estranha aparência da personagem basca de Brokeback Mountain, que no relato original era um «bandy-legged Basque» (basco de pernas tortas) e que no filme é o encarregado de fornecer alimentos aos dous pastores e diz a Ennis del Mar que nom pida sopa, porque é mui difícil de empacotar (min. 8, seg. 43).



Este basco está claramente aparentado com aqueles de MacGyver de que se vem falando ultimamente no Blogomilho (e também recentemente eram referidos nas blogosferas basca, catalã e espanhola), recomendando um hilariante vídeo dum dos episódios da série que começa relatando a imemorial luita dos bascos contra os espanhóis e os franceses, que seqüêstram estadunidenses e andam à procura da bomba atómica.



Este vídeo, do que já falara Sabela hai quase um ano e que foi emitido hai poucos dias em Noche Hache, pode também ver-se em Google Video na versom original e em espanhol, e noutro blogue encontramos algumhas capturas.


domingo, 12 de fevereiro de 2006

A mudança da TVG

Leio em Cultura Galega notícia sobre os novos programas que a partir de amanhã estreia a TVG. Julgo um acerto e um corajoso desafio normalizador a emissom de um concurso cultural como Cifras e Letras, tratando-se talvez do primeiro concurso na história da TVG que premia o conhecimento cultural.

Aguardo que contribua efectivamente para a normalizaçom cultural e lingüística do país, pois já vejo negativos indícios noutros programas como Miraxes, onde os filmes som apresentados sempre co título espanhol, inclusive quando o título original é em catalám, como foi o caso de Animal Ferits, de Ventura Pons, que apresentárom como "Animales Heridos".


'Miraxes' espanholas no cinema



É certo que filmes como Pride & Prejudice, do que também falárom onte, somente som acessíveis em espanhol, co título Orgullo y Prejuicio, nos cinemas da Galiza. Mas também é certo que filmes como esse ou Good Night and Good Luck. som conhecidos em ámbitos culturais e cinéfilos polo título original em inglês muito antes de ganharem traduçom espanhola, e que boa parte do público galego poderia aceder a estes filmes na versom original (até legendada em galego-português) através da Internet, ou nas salas de Além-Minho, com título galego: Orgulho e preconceito.

Um contributo à normalizaçom seria, portanto, que nos filmes mais conhecidos, como os já citados ou Brokeback Mountain, mantivessem o título original na informaçom e, de citar a traduçom espanhola do título, fizessem o mesmo coa traduçom em galego, que obviamente nestes casos seria a portuguesa e nom a espanhola.

sábado, 11 de fevereiro de 2006

Dicionário e-Estraviz

Desde este mês de Fevereiro o Dicionário Estraviz on-line admite buscas em norma RAG, incluindo os utentes desta norma nos seus possíveis consultores, para além dos utentes das normas que até agora admitia (a galega da AGAL e a portuguesa).

Permito-me, por isso, actualizar o mecanismo de pesquisa realizado por aranheira.net. Modifiquei a pesquisa para que utilize a opçom que admite tanto a norma AGAL como a norma RAG e em vez do modo "exacto", apliquei o modo "começar com", que acho mais útil (p. ex. para procurar formas verbais flexionadas, seleccionando ou copiando somente o radical e omitindo os sufixos verbais).

Podes instalá-lo com um simples clique se estás utilizando agora Firefox:



Também o deixo em formato zip (para baixar, descompactar e incluir na pasta "searchplugins" do Firefox).

Recomendo usar ConQuery

Quarto poder

Tanto a reciclagem de Paco Vázquez como o trasacordo de Méndez Romeu demostram a influência política e social dos meios de comunicaçom, e nomeadamente dos jornais. E o segundo exemplo ilustra a necessidade de umha mudança no rançoso panorama da imprensa escrita galega. A audiência de Vieiros na Internet prova que existe espaço para um jornal galeguista e de esquerda. Só falta vontade.

terça-feira, 7 de fevereiro de 2006

A unidade lingüística galego-portuguesa na TVG

Desde a chegada ao poder autonómico galego do ex-ministro franquista Manuel Fraga Iribarne, em 1989, a unidade lingüística galego-portuguesa virou um tema proibido nos meios de comunicaçom públicos e mesmo nos principais privados. A política lingüística do Partido Popular espanhol na Galiza foi a de tentar acelerar a substituiçom lingüística do galego-português polo espanhol ao maior ritmo possível, e enfrentar as inércias e mais os movimentos favoráveis à normalizaçom. Por isso o reintegracionismo foi perseguido, discriminado e mesmo criminalizado.

Já passárom vários meses desde a toma de posse do governo de mudança e começam a ver-se alguns sintomas de que esta pode atingir também a política lingüística, ou polo menos a pluralidade dos meios de comunicaçom.

Com um mês de demora com respeito a Portugal, chega agora à televisom galega o debate sobre a unidade lingüística galego-portuguesa.

Eis a entrevista a Carlos Figueiras, porta-voz do MDL, emitida na manhã de hoje, 7 de fevereiro, na TVG e realizada por F. Amado e Marga Pazos:






A entrevista está disponível no Rapidshare em dous arquivos: audiovisual em formato AVI ou sonoro em formato MP3. O mérito da gravaçom é de Berto, membro do PGL.